12 Dicas para o Candidato com Deficiência Garantir uma Boa Entrevista de Emprego


1. Analisar a proposta da vaga: ao receber uma proposta de emprego você deve avaliar se ela está compatível com a sua formação/escolaridade, área de atuação profissional, localização e formas de acesso.



2. Não faltar na entrevista agendada: nunca aceite uma vaga que não é do seu interesse. Faltar na entrevista é muito prejudicial para suas próximas oportunidades. Caso a entrevista já esteja agendada e aconteça algum imprevisto no dia, ligue e informe o entrevistador o quanto antes.



3. Necessidades especiais: sempre recomendamos que a deficiência deve ser abordada com naturalidade, portanto, caso você tenha alguma necessidade de acessibilidade ou tecnologia assistiva, avise o entrevistador no momento do agendamento da entrevista, para que não haja problemas ou constrangimentos no dia. É importante também ser sincero quanto a algum recurso que você precisará no ambiente de trabalho em função de alguma necessidade específica.



4. Laudo Médico: tenha sempre em mãos o seu laudo médico atualizado, tanto na versão física, em papel, quanto digital, em arquivo, para poder enviá-lo por e-mail quando solicitado. O laudo é importante, pois traz mais informações sobre sua deficiência e comprova que você pode ser enquadrado para a cota da empresa.



5. Buscar informações sobre a empresa: conhecer sobre a empresa é fundamental para uma entrevista de emprego. Antes de ir, se informe sobre a história da empresa, sua atuação e o cargo que você está concorrendo. Assim, você estará preparado para perguntas sobre o tipo de negócio do seu futuro empregador.



6. Aparência: ao conhecer sobre a empresa você poderá avaliar qual tipo de vestimenta é mais adequada. No geral, recomendamos que você se vista de maneira discreta, sóbria e impecável. O cabelo e as mãos devem estar limpos e bem cuidados. Não abusar na maquiagem, perfume e acessórios.



7. Pontualidade: o ideal é chegar quinze minutos antes da hora agendada. Antes de ir, pesquise as formas de acesso até a empresa e saia de casa com antecedência, pois caso aconteça imprevistos no caminho, você não correrá o risco de se atrasar.



8. Comunicação e comportamento: O objetivo do entrevistador é conhecer o candidato para poder avaliar se ele é compatível ao perfil da vaga e da empresa. Portanto, falar claramente sobre suas competências e experiências, responder com calma as perguntas feitas, não usar frases que demonstrem insegurança e imprecisão como: “eu acho (…)”, “não sei (…)”, não usar gírias e não cometer erros de português te ajudarão nesse momento. Um firme aperto de mão, o sorriso no rosto e segurança na voz são essenciais.



9. Abordagem sobre a deficiência: evite se colocar no papel de vítima por conta da sua deficiência. Não esconda suas limitações, mas valorize seus potenciais e demonstre que, com condições adequadas de trabalho, você pode render normalmente como qualquer profissional. Se for o caso, enfatize que a deficiência é uma questão superada e que você possui independência para as atividades da vida diária.



10. Competências profissionais: demonstrar pró-atividade, autonomia, iniciativa, vontade de aprender, segurança e motivação é essencial para esse momento. Mas, cuidado! O excesso desses comportamentos pode arruinar a entrevista de emprego.



11. Não falar mal do emprego anterior: ser sincero é importante, porém, por questões éticas, nunca fale mal do seu emprego anterior.



12. Desligue o celular: sempre desligue o celular e não se preocupe com ele nesse momento da entrevista.


Data de Publicação: 29/11/2017

Fonte: I.Social