Copa do Mundo de tiro esportivo nos Emirados Árabes começa nesta quinta, 22


Seis atletas da Seleção Brasileira de tiro esportivo desembarcaram nesta segunda-feira, 19, em Al Ain, nos Emirados Árabes Unidos, para a Copa do Mundo que ocorre entre os dias 22 e 27 de março. Esta é a última oportunidade para os atiradores brasileiros conquistarem o índice mínimo classificatório (MQS, na sigla em inglês) para o Campeonato Mundial da modalidade, em Cheongju, na Coreia do Sul, de 1º a 12 de maio.



O time verde e amarelo está representado em Al Ain por: Alexandre Galgani (SH2, precisa de suporte para a arma), Ricardo da Costa (SH1, não usa suporte), Eloisa Miranda (SH1), Bruno Stov (SH2), Beatriz da Cunha (SH1) e Geraldo Rosenthal (SH1), que ficou em terceiro lugar nas provas P4 e P5 na edição de 2017 da mesma Copa do Mundo.



No entanto, a coordenação brasileira de tiro esportivo estabeleceu critérios mais rigorosos para selecionar quem representará o Brasil no Mundial na Coreia do Sul. “Mesmo se estiver classificado, ninguém tem vaga garantida no Mundial. Ainda precisam mostrar trabalho para nós decidirmos quem vai”, explicou James Walter Lowry, coordenador de tiro esportivo do Comitê Paralímpico Brasileiro.



Há duas formas de se classificar para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 pelo tiro esportivo: ficando entre os primeiros colocados nas competições válidas, como o Campeonato Mundial de Cheongju, ou por um cálculo baseado nos MQSs conquistados pelos atletas.



Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)


Data de Publicação: 20/03/2018

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro