Brasil inicia nesta quinta-feira, 3, a participação no Mundial de Tiro Esportivo


Tem início nesta quinta-feira, 3, o Campeonato Mundial de Tiro Esportivo, em Cheongju, na Coreia do Sul. Uma cerimônia de abertura abrirá competição, em que o Brasil estará representado por três atletas. Esta será a primeira chance de obter vagas aos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, no Japão. Duzentos e vinte três atletas de 46 países disputarão lugares no pódio até o dia 11.



O paulista Alexandre Galgani (SH2), o capixaba Bruno Stov (SH2) e o gaúcho Geraldo Rosenthal (SH1) são os atletas brasileiros convocados para ir à Coreia do Sul. Geraldo será o primeiro a entrar em ação, já na noite desta quinta-feira, manhã de sexta-feira, 4, na Coreia do Sul. Ele disputará a P3 - Pistola Sport, às 22h30 (horário de Brasília). A competição terá transmissão ao vivo por meio do Facebook do Comitê Paralímpico Brasileiro. O calendário completo dos atletas do Brasil pode ser conferido abaixo. 



“Esta vai ser a primeira competição que valerá vaga para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, o que faz com que os países que aqui estão estejam muito bem preparados. Vai ser certamente uma disputa difícil, e o nosso objetivo é o de já conseguir garantir alguma vaga para o Brasil nos Jogos”, disse James Walter Lowry, coordenador-técnico de tiro esportivo do Comitê Paralímpico Brasileiro.



Cada prova distribuirá uma quantidade específica de vagas já estabelecidas. Alexandre Galgani e Bruno Stov, que disputarão as provas da carabina, precisam ficar entre os dois primeiros colocados. Já Geraldo Rosenthal precisa ficar entre os três primeiros colocados em suas disciplinas de pistola. Os Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru, em 2019, também darão vagas a Toquio 2020.



Galgani e Geraldo são os dois atletas com maior rodagem internacional e terão a companhia de um recém-chegado à Seleção, Bruno. O novato participará de sua segunda competição internacional - a estreia foi na Copa do Mundo em Al Ain (Emirados Árabes Unidos). Ele começou a praticar o tiro esportivo no fim de 2014. Galgani perdeu grande parte de seus movimentos após sofrer um acidente em uma piscina, enquanto Geraldo tem uma má formação congênita na mão direita. 



 

Programação dos brasileiros no Mundial



Quinta-feira - (3/5) 

22h - Pistola Sport (P3) - Geraldo Rosenthal

 

Sábado (5/5)

00:30 - Carabina de ar em pé (R4) SH2 - Alexandre Galgani e Bruno Stov

21h30 - Pistola de ar (P1) - Geraldo Rosenthal

 

Segunda-feira (7/5) 

21h30 - Pistola livre (P4) Geraldo Rosenthal

 

Quarta-feira (9/5)

00:00 - Carabina de ar deitado SH2 (R5) - Alexandre Galgani e Bruno Stov

21h15 - Pistola Standard (P5) - Geraldo Rosenthal

 

Sexta-feira (11/5) 

1h30 - Carabina .22 deitado (R9) - Alexandre Galgani

 

Patrocínios

A equipe brasileira de tiro esportivo tem patrocínio das Loterias Caixa.

 

Time São Paulo 

O atleta Alexandre Galgani é integrante do Time São Paulo, parceria entre o CPB e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo que beneficia 62 atletas e seis atletas-guia de dez modalidades.



Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)


Data de Publicação: 03/05/2018

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro