O que fazer (ou não) para tratar bem um cadeirante?


1) Em conversas longas com um cadeirante, é muito importante você ficar na mesma altura que ele. Se estiver de pé, puxe uma cadeira. Nosso pescoço agradece.

2) Lembre-se que a cadeira de rodas é uma extensão do corpo de um cadeirante, então, não se apoie ou toque nela sem pedir, também não empurre sem permissão (isso também vale para muletas, bengalas, andadores, afinal, existem outros tipos de deficientes físicos).

3) Suspender bolsas ou quaisquer outros objetos na cadeira também é incômodo e não é por que a pessoa está sentada que ela vai segurar o que você quiser. Não somos cabides, lembrem-se disso.

4) Entenda que para nós, cadeirantes, a acessibilidade estrutural é muito importante, mas essencial mesmo é o olhar não diferenciado das demais pessoas. Não se espante com uma cadeira de rodas, ela é equivalente a um óculos para nós e gostaríamos que todos compreendessem assim.


Data de Publicação: 14/10/2018

Fonte: Laboratório da Inclusão