Especto Autista


“Túlin, eu sou autista. O fato desse diagnóstico ser considerado um “espectro” e consequentemente não ser visível “fisicamente” como deficiência, quando eu comento que tenho autismo, as pessoas se espantam e reagem com aquele infeliz comentário: “Nossa nem parece!". Há também os que fazem perguntas, por exemplo: “Você nasceu assim? O que causa?”“. Mas o pior de todos são os que “recuam” sem demonstrarem um pingo de amabilidade ou altruísmo. Na verdade meu caro, a maioria faz isso. Nós autistas, desenvolvemos uma hipersensibilidade a um dos sentidos, por exemplo, a aversão a lugares como o Parque do Sabiá, os shoppings etc por causa do excesso de barulho. Nós ainda não gostamos de contato físico. Mas no meu caso essa questão do contato físico soa um pouco de estranheza, pois eu realizei o sonho de me tornar pai, entretanto quanto menos contato, pra mim é melhor. O garotinho que você vê na minha foto é o meu filhão, meu pequeno, ele também tem autismo, mas é mais comprometido que eu, a versão a barulho e toque é mais aflorada nele. Alguns dos muitos mitos que cercam nossas vidas com o espectro é o de que vivemos num mundo a parte. Isso é um absurdo! Obviamente que o diagnóstico tem “graus” distintos, mas nós em maioria temos clareza do que acontece ao nosso redor, vivemos no mesmo planeta que todo mundo (risos). Outro mito bem latente é que não somos capazes, não nos desenvolvemos. Sem comentários, né Túlio! Ah pra concluir nós não temos a compreensão de rótulos, cargos, títulos, mas quando mostramos isso, e tratamos as pessoas com igualdade, alguns acham "engraçado", outros estranham. Por exemplo, o meu “pequeno” chama todos que conhecem como tio e tia, seja o médico, terapeuta professores etc. Agora a dica de uma grande verdade que eu quero que publique é a que quando alguém for conversar com um autista, use uma linguagem clara, simples, objetiva, exata, evite o uso de linguagem figurada. Afinal, alguns de nós não abstraímos a mensagem. Resumindo, quanto mais sentido literal mais fácil será a compreensão da conversa. “Túlin” não sei se você sabe, mas o Bill Gates é autista (moderado, mas é). Existem vários atores em Hollywood que são. Acredita-se que Bethoveen também era (não existia o reconhecimento cientifico naquela época, mas a literatura especifica o cita como autista por causa de vários fatores.). É isso cara, espero ter ajudado”.


Data de Publicação: 21/11/2018

Fonte: g1