Pessoas com deficiência celebram Dia Internacional com protesto no Centro


Pessoas com deficiência da capital e interior realizaram um ato público nesta segunda-feira (3), no Centro de Maceió, para apontar falhas na estrutura que comprometem a acessibilidade de cadeirantes e pessoas com dificuldade de locomoção. O protesto marcou o Dia Mundial da Pessoa com Deficiência e contou com a representação dos Conselhos Estadual e Municipal da Pessoa com Deficiência (CMPD).



Segundo o presidente do CMPD, João Ferreira, inicialmente os deficientes ligados à 15 entidades que atuam em Maceió e no interior do Estado se concentraram na Praça Deodoro, de onde partiram em passeata pelo calçadão.



"Foi muito bom porque detectamos os pontos críticos com buracos no calçadão, grandes e até as tampas das canaletas quebradas. Registramos tudo para elaborarmos um documento para a Prefeitura", ressaltou João.



A ideia é não apenas fazer uma denúncia, mas também sensibilizar o poder público para a importância de tornar o centro de Maceió um espaço acessível, conforme prevê a legislação. Durante o ato no centro, ele lembrou que a ação é fundamental, também, para os deficientes alagoanos e os que visitam o Estado. 



O presidente da CMPD destacou, ainda, o apoio recebido dos lojistas, que, em alguns casos, se dirigiram até as lideranças para elogiar e apoiar o ato. Depois de percorrer o calçadão, o grupo finalizou o protesto na Praça Dom Pedro II, em frente à Assembleia Legislativa. Os manifestantes protocolaram um pedido para a implantação da "Política Estadual" para as pessoas com deficiência.



"A implantação dessa política é importante porque vai garantir, na forma da lei, o que temos direito, que é a acessibilidade arquitetônica, nos transportes, órgãos públicos e postos de saúde", afirmou João. 'É uma política ampla, porque não é só para os deficientes, mas também auditivos, autistas, cegos e pessoas com paralisia cerebral".



Na sede da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), o grupo foi recebido pelo deputado estadual Galba Novaes (MDB), que, diante das demandas dos manifestantes, se comprometeu a encaminhar o pedido em forma de projeto de lei. 


Data de Publicação: 03/12/2018

Fonte: g1