Professores da rede municipal de ensino de São Paulo iniciam capacitação paralímpica


Teve início na manhã desta sexta-feira, 7, um programa de capacitação sobre o Movimento Paralímpico a professores da rede municipal de ensino de São Paulo. A cerimônia de abertura do curso contou com a presença de Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, e Alexandre Schneider, secretário municipal de Educação de São Paulo. O projeto é coordenado pela equipe da Educação Paralímpica, braço educador do CPB, e tem como objetivo apresentá-los às modalidades adaptadas. 



"Este é um momento muito especial para o Comitê Paralímpico Brasileiro. É importante dizer que a pessoa com deficiência foi marcada por muito tempo pela exclusão da sociedade brasileira, e o papel do educador físico nesta inclusão é vital, e por isso nós temos muita satisfação em promover essa capacitação sobre o Movimento Paralímpico", disse Mizael Conrado. 



"Queria agradecer a todos os envolvidos neste evento, sobretudo pelo esforço dos profissionais. Todos os professores que aqui estão querem trabalhar com as crianças e querem capacitar-se. Têm em comum a vontade de servir aos jovens. Gostaríamos de formar todos os professores de Educação Física da cidade e garanti-los esta capacitação", completou Alexandre Schneider.  



A primeira turma contou com a presença de 90 inscritos. Houve uma palestra de introdução ao Movimento Paralímpico, promovida por Edilson Alves da Rocha, diretor-técnico do CPB até 2017 e hoje coordenador de paraciclismo na Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). 



Na parte da tarde, os professores participaram de oficinas de atletismo, bocha, goalball, tênis de mesa e vôlei sentado. A ideia que eles aprendem na prática como desenvolver essas modalidades nas escolas. A carga-horária do projeto é de 8h. 



Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)


Data de Publicação: 09/12/2018

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro