Empresa independente do Texas cria carro elétrico exclusivo para cadeirantes


A Community Cars, empresa independente do Texas, nos EUA, desenvolveu o KENGURU, veículo elétrico projetado exclusivamente para esse público. Compacto, o carro – que, segundo a fabricante, é o primeiro elétrico para cadeirantes a ser vendido no mercado – mede pouco mais de dois metros e é capaz de andar até 110 km, a uma velocidade de 45 km/h, sem precisar recarregar suas baterias de íon-lítio.

Para entrar no carro, o usuário precisa, apenas, acionar a porta traseira por meio de controle remoto e pressionar uma alavanca. Imediatamente, uma rampa sai de dentro do carro e conduz o motorista – em sua cadeira de rodas! – para seu interior, em frente ao volante (entenda melhor no vídeo, abaixo).

Na hora de dirigir, os comandos são todos dados com as mãos. Por enquanto, o Kenguru é vendido, por US$ 25 mil, em apenas algumas regiões dos Estados Unidos e ainda não há previsão de exportação para o Brasil. Ainda assim, o carro serve de inspiração para outras empresas fabricantes de elétricos e é mais uma vitória para os usuários de cadeiras de rodas.

O novo KIA KIVI SOUL eMOTION, é um Crossover de ultima geração, com a preparação do seu interior realizada para proporcionar fantásticas condições de acesso e transporte a pessoas com mobilidade reduzida ou condicionada.

Este veículo permite ao seu utilizador obter uma independência total nas suas deslocações de trabalho ou lazer, pois, pode ser conduzido por um cidadão sentado na sua própria cadeira de rodas. Com apenas 4,11 metros de comprimento por 1,79 metros de largura exterior, foi possível converter o interior por forma a permitir um altura livre de 1,41 metros, garantindo excelentes e seguras condições de viagem aos ocupantes.

O PRATYKO por enquanto tem um motor monocilindrico com 250cc, com injeção eletrônica de combustível, câmbio semi-automático com acionamento no volante, aceleração e frenagem manuais e partida elétrica. Também vem equipado com sensores de estacionamento na dianteira e traseira, para facilitar a tarefa de estacionamento, e com um elevador elétrico com acionamento por controle interno ou remoto, na traseira para facilitar a entrada do cadeirante.

O projeto ainda está na fase de protótipo e não pode circular pelas ruas e estradas brasileiras, mas já é um avanço gigantesco na acessibilidade no que se diz respeito a dirigir com facilidade. A Proeza Automotiva, idealizadora do PRATYKO, em parceria com WEG, está desenvolvendo o projeto do PRATYKO ELÉTRICO. Agora em testes, o carro mostrou-se muito fácil de ser conduzido, aliado ao silêncio e a emissão zero de poluentes, criam um cenário perfeito para o uso urbano do veículo. Para saber mais sobre o projeto, acesse o site da Pratyko.

Data de Publicação: 07/08/2017

Fonte: Deficiente OnLine