Pessoas com deficiência visuais protestam em Porto Alegre



Um grupo formado por mais de 100 deficientes visuais realizou um protesto no início da tarde desta terça-feira (9) no Centro de Porto Alegre. Chamada de Marcha das Bengalas, a manifestação pedia a continuidade do convênio entre a Prefeitura Municipal e a Associação de Cegos do Rio Grande do Sul (Acergs).




De acordo com os manifestantes, a prefeitura não repassa o valor de pouco mais de R$ 8 mil mensais à associação desde março, o que implica na falta de recursos para auxiliar os cegos. Esse dinheiro é usado pela entidade para serviços como atendimento psicológico, ensino de braile, aulas de informática, e até mesmo orientação para o uso da bengala.




(É um valor irrisório, mas é fundamental. Ele ajuda a pagar pelo menos esses cinco profissionais atinentes ao convênio e é indispenspavel sim), afirma Gilberto Kemer, presidente da Acergs.




No trajeto realizado pelo grupo, os deficientes visuais contaram com a ajuda de pessoas da associação que enxergam. Além de levarem os cegos até a prefeitura, eles relatavam a presença de políticos e jornalistas acompanhando o protesto. Após uma hora de espera, alguns manifestantes foram recebidos pelo vice-prefeito, Gustavo Paim.




A Secretaria de Desenvolvimento Social de Porto Alegre informou, porém, que não houve o cancelamento do convênio, mas sim um atraso da parcela trimenstral que deveria ser paga em abril. A diretoria de Acessibilidade e Inclusão Social diz que a gestão passada não deixou verba garantida para o pagamento e prevê que o valor de R$ 26 mil seja pago ainda neste mês.


Data de Publicação: 10/05/2017

Fonte: g1