O Dia Nacional de Luta da Pessoa Com Deficiência, 21 de setembro, é marcado com ato público e caminhada, em São Paulo.


Na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, no centro de São Paulo, reuniram-se pessoas com deficiência, familiares, militantes, profissionais da área da inclusão e autoridades em prol da manutenção e não retrocesso das conquistas legais destinadas à inserção profissional desta população, com destaque para o cumprimento da Lei nº 8.213/91, conhecida como a "Lei de Cotas". O ato público foi seguido de caminhada pelo centro da capital paulista.

A Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Doutora Linamara Rizzo Battistella destacou a luta pela garantia dos direitos humanos como sendo direitos de todos e não apenas de uma parcela específica. "Mais do que garantir os direitos humanos, neste milênio, temos que proteger os direitos adquiridos". Na questão das pessoas com deficiência, a secretária destacou os direitos constitucionais, e que ainda não estão sendo respeitados. "O que estamos assistindo são atitudes claramente colocadas em todos os níveis, inclusive no de fiscalização, que mostram flexibilidade com relação à aplicação da lei, como se ela pudesse ser mais ou menos feita, mais ou menos aplicada; estamos na contramão da história", disse, referindo-se à falta do cumprimento da lei de cotas e ao movimento de setores da sociedade, instituições públicas e privadas, para revisão no sentido de perda de direitos por parte das pessoas com deficiência.  "Não existem mordaças, liberdade é de todos e é um bem, um dom, um valor que nós não podemos abrir mão, é também não apenas se expressar, mas sim estar incluído, trabalhando de forma produtiva em direção a construção, efetivamente, de um Brasil para todos. As palavras são importantes, mas as atitudes é que fazem a diferença". afirmou.

Estiveram presentes representantes de sindicatos, instituições públicas e sociedade civil. Em seguida, deu-se início a caminhada rumo a praça do Patriarca, com a distribuição do Manifesto Pelo Avanço e Não Retrocesso das Conquistas Legais Destinadas a Inclusão das Pessoas com Deficiência, e apresentações culturais e artísticas.

Data de Publicação: 23/09/2010

Fonte: Programa Deficiente Saudável